Notícias
Compartilhar

Tô no Rumo lança especial sobre cotas

“Pense em um médico, um professor, uma arquiteta, uma engenheira. No Brasil, quando imaginamos profissionais de carreiras que exigem um curso universitário, pensamos quase sempre em pessoas brancas”. Este trecho introduz o especial sobre cotas da iniciativa Tô no Rumo: Jovens e Escolha Profissional, que propõe, através de uma linguagem e interface dinâmicas, aprofundar a discussão ao redor da temática. “A ideia é que ele seja um material útil para estudantes e professores que queiram debater o assunto”, afirma Bárbara Lopes, jornalista da área de Juventude da Ação Educativa.

O tema das políticas de cotas no Brasil conquistou destaque nos últimos anos em função do aumento de vagas nas universidades públicas brasileiras, principalmente nas federais, e com a tentativa de democratizar o ensino superior.

De acordo com o especial, “as cotas são vagas reservadas nas universidades para estudantes de escolas públicas, pretos e pardos, indígenas, deficientes, entre outros. Seu objetivo é promover a igualdade de oportunidades no ensino superior – o ensino universitário. Não se trata de um favor nem de um privilégio. O acesso à educação é um direito de todos os brasileiros”.

O material analisa a legislação existente sobre a temática, como a Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012), que determina que todas as universidades federais reservem, em todos os seus cursos, um percentual de suas vagas para estudantes de escolas públicas. Também traz informações de ordem prática, como, por exemplo, como os jovens podem concorrer a uma vaga por meio da lei.

Bárbara ressalta que a proposta surgiu da necessidade de ampliar a informação sobre a política de cotas. Segundo a jornalista “as escolas abordam pouco a política de cotas e os professores muitas vezes não têm informação”.

Clique aqui para acessar o especial

Leia mais:

Jovens produzem vídeo sobre relações de gênero e raça no ambiente escolar

Guia auxilia professores a discutir trabalho e continuidade nos estudos

O que você quer ser quando crescer? Vídeo produzido pelo projeto Tô no Rumo aborda juventude, trabalho e profissão

 

Comentários: