Notícias
Compartilhar

Ação Educativa lança resultado do Edital Democracia Viva: Alimentando Perspectivas e Esperanças

A Ação Educativa e seu Centro de Formação: Educação Popular, Cultura e Direitos Humanos agradecem a participação de todas(os) aplicantes ao Edital Democracia Viva. Conforme já salientamos em nota pública, recebemos um grande número de propostas de muita qualidade, o que tornou o processo de seleção mais enriquecedor e desafiador.

As propostas provenientes do edital representam 40% da programação de 2019 e o restante será composto por atividades formativas desenvolvidas pela equipe da Ação Educativa e por uma base de parceiros e parceiras já estabelecida ao longo de nossa trajetória.

A decisão de promovermos um edital público que trouxesse outras propostas formativas para nossa programação está em consonância com o que acreditamos para o Centro de Formação enquanto um projeto de inovação que faz parte de uma estratégia institucional de anúncio, de pesquisa e de experimentação de novas possibilidades formativas, que considerem a integralidade dos sujeitos e dos direitos humanos. Por isso, a palavra chave do Centro é Agregar: agregar pessoas, grupos e instituições para resistir aos retrocessos, para estudar, para conversar, para somar forças, para se repensar, para promover novas leituras e provocações, para se cuidar, para semear esperanças, para construir novas alianças políticas e possibilidades críticas e criativas.

Visamos propostas formativas comprometidas com a promoção de ações transformadoras e a construção de uma cultura democrática que sustente um projeto de justiça radical para o país: com distribuição de renda; superação do racismo, sexismo, LGBTfobia, xenofobia e demais discriminações e violências; valorização das diferenças na igualdade; defesa intransigente da democracia; e transição para um modelo de sociedade sócio e ambientalmente sustentável, crítico ao consumismo e às formas predatórias de relação com a natureza.

Devido a limitação de recursos e espaços, não foi possível acolher mais atividades. No entanto, aquelas que não foram selecionadas estão registradas em um banco de propostas a serem consideradas na Semana de Formação em Direitos Humanos e Educação Popular 2019 (julho) e em eventuais mudanças na agenda.

Todas(os) aplicantes serão notificadas(os) via e-mail e receberão orientações dos próximos passos. Abaixo apresentamos a lista das propostas selecionadas:

 

Título da proposta Representante Coletivo / Instituição
Meu corpo de mulher – por que afinal o corpo é político? Danieli Kovacs Bertolami x
Combate Coreográfico | Dança e Autodefesa Carolina Nobrega da Silva CiA dXs TeRrOrIsTaS
Menina ou Mulher: Descobertas em Movimento Izabel Uliana Martinelli Coletivo Coral
O Eu, o outro e o nós: a trama das histórias que nos atravessam na cidade Coletivo Cria Coletivo Cria
MULHEReverbera: VIDA, FALA, ESCRITA Alessandra Felix de Almeida x
Sentir Criar – gestão das emoções e criatividade Ana Beatriz da Silva Domingues x
Lésbicas podem engravidar? Aspectos sobre reprodução, heteronormatividade e políticas públicas Paula Galdino Cardin de Carvalho x
Em tela, os Direitos Humanos: formando formador@s Rita Cerqueira de Quadros Cine Sapatão
A AiD$ em questão: descolonizando o corpo positivo Luiz Felipe Garcia de Oliveira Loka de Efavirenz
Oficina Cantos da Floresta – iniciação ao universo sonoro indígena Magda Dourado Pucci x
Sensibilização do olhar para crianças e adolescentes por meio do cinema Patricia Guarany Cunha Santos x
Como criar e utilizar espaços ao ar livre nas escolas Estela Cunha Criscuolo Coletivo Organicidade
Migrações contemporâneas e a Educação: aportes para a prática pedagógica intercultural Adriana de Carvalho Alves Braga x
Etnomatemática e Territórios Educativos: matemática, cultura e sociedade Andréia Lunkes Conrado Grupo de Estudos e Pesquisa em Etnomatemática – GEPEm/USP
Escrevinhanças: narrativas de professores e professoras Maria Marta Pinto Argolo x
Rum Pi Ilê – territórios lúdicos ancestrais Piéra Cristine Varin Rum Pi Ilê
Futebol de várzea: tempo livre, organização política e o direito à cidade Diana Mendes Machado da Silva x
Estamparia Block Printing – Estéticas Africanas Adriana Amaral dos Santos x
Fotografia e Narrativas Autobiográficas – Especial Carolina Maria de Jesus Paola Prandini AfroeducAÇÃO
Futebol, Arte e Democracia Queren Emanuele Pereira CDC – Coletivo Democracia Corinthiana
Jornalismo e documentário: caminhos da videorreportagem Pedro Ribeiro Nogueira Pavio
Crises e fabulações – cartografias do fim e ativação da imaginação utópica Ana Luiza Braga de Faria Mello Instituto Caaeté
Do direito à cidade às interseccionalidades: teoria e forma de democratização do espaço urbano Bruno Puccinelli x
Com o sangue de quem foram feitos meus olhos?”: um panorama das críticas feministas à Ciência e Tecnologia Clarissa Reche Nunes da Costa Coletivo Sanga
Ponto Cego ou mapa da prisão Nádia Recioli de Souza Grupo do Trecho
Corporalidades, trajetórias e cartografias: a construção da cidadania através da percepção socioespacial Ana Ligia dos Santos x

 

Comentários: