Notícias
Compartilhar

Estéticas das Periferias 2019: Zona Sul

Território: Guarapiranga

Roda de Conversa com militantes do samba de São Paulo e show com Samba Original
Caio Prado, Jônatas Petróleo e William Fialho promovem uma roda de conversa com artistas, compositores e militantes do samba da cidade de São Paulo, com a participação do grande Germano Mathias.
Data: 24/08, às 15h
Local: SESC Itaquera (Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera, São Paulo/SP).

Terceiro aniversário do Quintal de Bamba
Data: 24/08, 17h
Local: Casa de Cultura M´Boi Mirim (v. Inácio Dias da Silva, s/nº – Piraporinha, São Paulo/SP).

Aniversário de 3 anos do Quilombo Cultural Ybira Samba
Terceiro aniversário do Quilombo Cultural Ybira Samba. O coletivo convida compositores e poetas da região do Guarapiranga.
Data: 31/08, 15h
Local: Rua Salgueiro do Campo, s/nº – Jardim Ibirapuera, São Paulo/SP.

 

Território: Grajaú

Filosofia e arte: despertando mentes e olhos
A atividade pretende despertar as mentes e os olhos, por meio das respectivas áreas da literatura e das artes visuais, para assuntos recorrentes dos direitos humanos, provocando no público a reflexão e a ressignificação da convivência em sociedade, gerado por leitura de escritos de alguns filósofos e falas dos participantes. Essa é a proposta do CAPSArtes e Salve Selva, que vão dialogar em uma ação conjunta, isto é, enquanto o bate-papo acontece, será construído uma arte, fazendo deste momento uma vivência coletiva. Contaremos com a presença do artista Harry Borges e a mediação de Maria Vilani e Israel Francisco.
Data: 24/08, às 15h
Local: SESC Interlagos (Av. Manuel Alves Soares, 1100 – Parque Colonial, São Paulo/SP).

Graffiti Interativo
Esta ação visa unir as linguagens da escrita e do desenho para criar ideias poéticas e aprendizados por meio de exercícios que provocam o debate, integração, expressão, conhecimento e criação. Utilizando cores primárias, a atividade visa trabalhar a passagem das cores, criando escalas tonais e através da mistura de pigmentos a descoberta de novas tonalidades. Outro aspecto importante a ser considerado nesta atividade é que os personagens vão interagindo com a transformação do cenário, bem como a sugestão dos participantes. Será realizada uma roda de conversa ao término, com intuito de trocar conhecimentos e esclarecer as crianças e ao público transeunte dúvidas acerca do processo. Com Harry Borges, Adriano Figueiredo, Gelson Salvador, Tiago Morais, Ricardo Negro, William Trindade e Hélder Oliveira.
Data: 30/08, 10h
Local: Travessa Pau Santo s/nº, São Paulo/SP.

Constelação Poética
Na história da literatura brasileira, a poesia criada por mulheres sempre teve poucos espaços. Pensando nisso, o sarau Constelação Poética do CAPSArtes foi criado com objetivo de dar visibilidade a estas poetas contemporâneas e de diferentes gerações. O sarau é mediado pelas poetas Érika Malavazzi, Maira Garcia e Maria Vilani, voluntárias do CAPSArtes, localizado no Grajaú, extremo sul da cidade de São Paulo. Além das leituras dos poemas de artistas mulheres já conhecidas do grande público, os visitantes poderão também compartilhar seus escritos.
Data: 30/08, 19h
Local: Centro Cultural Grajaú (R. Prof. Oscár Barreto Filho, 252 – Parque America, São Paulo/SP).

 

Território: Jd. São Luis

Conversa entre tambores
Saber sobre as peculiaridades e origens dos tambores nas culturas é de suma importância. Ao longo da história, todas a sociedades humanas criaram formas diferenciadas de sonoridades e de música, assim como diferentes suportes materiais para sua execução. Os tambores fazem parte da cultura musical de diferentes culturas. Aqueles utilizados atualmente no Brasil têm influências árabe, portuguesa, indígena e principalmente africana, de povos oriundos de diferentes regiões daquele continente. A proposta da atividade é promover um encontro entre dois tambores com ritmos que possam dialogar, com a presença do Coletivo Umoja e do Grupo Juçaral dos Pretos.
Data: 24/08, 14h
Local: SESC Interlagos (Av. Manuel Alves Soares, 1100 – Parque Colonial, São Paulo/SP).

Cortejo Umoja
A proposta é promover a interação com a comunidade em um encontro que une a diversidade de vertentes e a musicalidade dos tambores, com cortejo de maracatu, samba de coco, ciranda e samba de roda. A dança e cantoria são acompanhadas por uma conversa sobre a musicalidade afro brasileira.
Data: 30/08, 20h
Local: Casa de Cultura do Campo Limpo (R. Aroldo de Azevedo, 100 – Jardim Bom Refugio, São Paulo/SP).

Quebrada de Coco
A Quebrada de Coco é uma festa que ocorre esporadicamente no Escadão Cultural do Jardim Monte Azul. O coco de roda é uma manifestação cultural popular típica do sertão nordestino, que traz em sua essência a força da união e da comunidade. Seja para a construção de uma casa, para a realização de uma festividade ou mesmo para um trabalho cotidiano.
Data: 31/08, 15h
Local: Casa de Cultura M’Boi Mirim (Av. Inácio Dias da Silva, s/nº – Piraporinha, São Paulo/SP).

 

Território: Jd. Ângela

Vivências Sensoriais Femininas
Uma roda de 20 a 30 mulheres de diversas faixas etárias, num percurso de auto conhecimento através de vivência corporal que seja capaz de provocar a expressão do eu- feminino. Com Mariana de Brito.
Data: 27/08, 19h
Local: Memorial dos Mártires – Sala Dom Paulo Evaristo Arns (Rua Luís Baldinato, 09, Jd. Sônia Regina, São Paulo/SP).

O Desconhecido
Com Cia. de Artes Decálogo Jalc
Data: 29/08, 18h30
Local: Centro Cultural Jd. Ranieri (Rua Seringal do Rio Verde, 41, São Paulo/SP).

“Se deus é por nós, Quem será contra nois…”
Esse espetáculo de dança contemporânea vem mostrar um pouco da realidade das periferias e das comunidades jovens. De todos os fundões existentes, falando de fatos e acontecimentos na vida de todos esses jovens das comunidades. Com Cia. Balet Dança & Ritmo.
Data: 30/08, 14h30
Local: CEU Vila do Sol (Estrada dos Funcionários Públicos, 369 – Jd. Vila do Sol, São Paulo, SP).

Investigação A Megalópole Periférica
A Cia. Teatral em Defesa dos Direitos objetiva repensar posicionamentos segregatórios e preconceituosos da sociedade através da arte, com isso nos convida a dialogar com seus processos de pesquisa o que vem a ser essa megalópole.
Data: 31/08, 9h30
Local: Centro Cultural Jd. Ranieri (Rua Seringal do Rio Verde, 41, São Paulo/SP).

 

Território: Heliópolis / Pq. Bristol

Perifatividade nas Escolas – Ações Culturais na Educação
Debate-papo “Ações Culturais na Educação”: educadores e educadoras que vão além dos conteúdos de salas de aula na educação formal e não formal e desenvolvem a perfeita relação do ensinar/aprender pelas ações culturais. Com Terno Maciel, educador do CCA Plácido/UNAS Heliópolis, Fernanda Mithie, agente educacional na Fundação CASA/Unidade Chiquinha Gonzaga, e Nelson Galvão, professor de artes na EMEF Cel. Ary Gomes.
Data: 28/08, 19h
Local: Casa de Cultura Chico Science (Av. Presidente Tancredo Neves, 1265, Vila Moinho Velho – Ipiranga, São Paulo/SP).

Aniversário do Coletivo Perifatividade
Aniversário de nove anos do Coletivo Perifatividade: sarau especial com apresentações de grupos musicais.
Data: 31/08, 18h
Local: Telecentro Sacomã (Rua José Pereira Cruz, 81 – Parque Bristol, São Paulo/SP).

WORKSHOP: Passinho Foda com Severo Idd
A Morada da Liga trás para o Helipa Night um workshop de Passinho Foda com o mestre Severo Idd, integrante fundador do grupo Imperadores da Dança diretamente do Rio de Janeiro. Passinho Foda é a primeira modalidade de Passinho que surgiu em 2004 nas favelas do Rio de Janeiro, com grande reconhecimento no Brasil e fora já esteve presente em olimpíadas, paraolimpíadas e no palco de grandes artistas nacionais e internacionais.
Data: 31/08, 19h
Local: UNAS Heliópolis (Rua da Mina Central, 38 – Cidade Nova Heliópolis, São Paulo/SP).

Futebol, Música e Poesia
Futebol de várzea, samba e poesia dão o tom da atividade “Futebol, Samba e Poesia”: times de várzea, a maior expressão futebolística das quebradas, unindo-se ao samba e à poesia irão marcar a presença do Fundão do Ipiranga no SESC Parque Dom Pedro! Com Coletivo Perifatividade e amistoso entre times: Turma do Baffô (Jd. Clímax) x Ratatá F.C. (Heliópolis), GRES Quilombo (Vila Brasilina).
Data: 01/09, 13h
Local: SESC Parque Dom Pedro II / Ocupação Dom Pedro (Praça São Vito, s/n – Brás, São Paulo/SP).

 

Território: Campo Limpo / Capão Redondo

Mulheres Fortes e Suas Histórias
Mônica Ramos conta: Tula Pilar e outras mulheres (Contação de Histórias + Bate Papo Coletiva Camomila). “Florescendo Histórias – Desabrochando flores e tecendo diálogos” é um projeto pensado pela artista e contadora de histórias Mônica Ramos, com o objetivo de elevar a autoestima e conscientizar crianças e mulheres sobre a força feminina. A vontade de contar histórias sobre mulheres feministas, fortes, que viveram momentos de superação para o público infantil (mais especificamente) surgiu do movimento de não encontrar esse tipo de abordagem para crianças em um momento que gostaria de contar algo para sua filha, algo que saísse do senso comum das princesas e magias dos contos de fada. Não se vendo e nem vendo sua filha representada, foi que a ideia surgiu. Falar sobre mulheres reais, que viveram em diferentes épocas, e foram verdadeiramente relevantes é algo bastante empoderador. Principalmente para meninas e adolescentes que estão crescendo e não se reconhecem nos desenhos infantis e mundos de fantasia. A proposta é a partir da contação de histórias debater com crianças e jovens sobre a importância da mulher nas comunidades, tanto do ponto de vista político, social e cultural.
Data: 28/08, 10h
Local: Casa de Cultura do Campo Limpo (R. Aroldo de Azevedo, 100 – Jardim Bom Refugio, São Paulo/SP).

Ocupa-Cênica: Conexão Campo Limpo / Capão
A proposta é discutir o lugar das artes cênicas enquanto manifestação cultural que cresce cada vez mais nas periferias, dialogando com espaços e faixas etárias diferentes e desmistificando a ideia de que esta é uma área elitizada. Um grande encontro de intervenções envolvendo dança, teatro, performance e falas contextualizadas dos integrantes dos grupos participantes. A escolha de realizar esta ação em uma escola está diretamente ligada ao fato de que a intenção é abrir essa discussão com um público jovem, dando à ação um caráter formativo e de inspiração, podendo fazer nascer novos protagonistas das artes cênicas no território. Com Rodrigo Cândido da Cia Diversidança, coletivo Teatral Bando Trapos, Lucas Oliveira (Performance) e The Femmex (danças urbanas).
Data: 30/08, 14h
Local: E.E. Professor Luís Magalhães de Araújo (Estrada do M’Boi Mirim, 3583 – Jardim das Flores, São Paulo/SP).

Estéticas Da Quebrada
Feira de brechós realizada pelo coletivo Feira D’Quebradinha, que é composto pelos brechós Dibre, Erro, Perry e D’Quebradinha, todos da região do Capão Redondo. Os coletivos, que em geral fazem vendas online, utilizam a feira para ter um contato direto com a comunidade e propagar a cultura dos brechós. Ainda contribuem para uma reconstrução de pensamentos das pessoas em relação às práticas de consumo, mostrando que há outra alternativa para se vestir bem pagando pouco. Contaremos com vivência com Jaqueline “Loyal” e apresentações de música com o rapper Yque, de 19 anos, que escreve desde 2015 e no ano passado lançou seu álbum de estreia. Também estará presente Brrioni, uma rapper de 17 anos autora do single “Deus é mulher preta” e a Banda Dourado, que visa o empoderamento da mulher. Atividades para crianças com pinturas corporais.
Data: 01/09, 15h
Local: Casa de Cultura do Campo Limpo (R. Aroldo de Azevedo, 100 – Jardim Bom Refugio, São Paulo/SP).

 

Território: Cidade Ademar

Pagode Na Disciplina e Feitiço de Mulher
Tudo começou dentro de um clube, na beira de um campo de futebol. Um grupo de amigos, primos e conhecidos começou a se reunir para fazer uma roda de samba. Os músicos cresceram no Jardim Mirim, no lado sul da cidade de São Paulo. Todos já tocavam em outros grupos, como o tradicional Samba da Laje. Só que um dia se perguntaram: por que não fazemos algo para a nossa região? Foi assim  que nasceu o Pagode Na Disciplina, que há três anos reúne centenas de pessoas todo último domingo de cada mês. A organização é coletiva, mas a liderança é feminina, conduzida pela moradora e produtora Luana Vieira. Neste dia, o Na Disciplina convida o grupo de samba Feitiço de Mulher.
Data: 25/08, 14h
Local: Rua Oldegard Olsen Sapucaia, 173, São Paulo/SP.

Oficinas de desenho
O JAMAC – Jardim Miriam Arte Clube foi fundado em 2004 e surge a partir do projeto Paredes Pinturas desenvolvido pela artista plástica Mônica Nador. Hoje a instituição sem fins lucrativos oferece oficinas de estêncil com arte-educadores formados durante a trajetória do projeto. Para o Estéticas das Periferias, sugerimos duas oficinas de desenho, uma que acontecerá no mesmo dia do samba, dia 25 de agosto, e outra na segunda-feira, dia 26 de agosto, das 14h às 17h.
Data: 25/08, 14h
Local: JAMAC (Rua Maria Balades Corrêa, 8 – Jardim Miriam, São Paulo/SP).

Mesa Articulação Política e Cultural na Sul
A mesa discutirá sobre as formas de articulação política no território periférico da Zona Sul, mais especificamente o distrito da Cidade Ademar. Para isso, trará um integrante de três movimentos políticos do bairro – Jamac; Nós Mulheres da Periferia; Pagode na Disciplina – que se organizam e mobilizam através de diferentes linguagens culturais e artísticas. Além do fotógrafo, poeta e militante Roger Cipó, do bairro Eldorado. Assim, a mesa irá debater o samba, a escrita e as artes plásticas como dispositivos políticos. Com Lahayda, Roger Cipó, Adriana Paixão e Semayat Oliveira.
Data: 31/08, 11h
Local: Sede Pagode na Disciplina (Rua Oldegard Olsen Sapucaia, Jardim Miriam, São Paulo/SP).

Comentários: