Notícias
Compartilhar

Ação Educativa sedia encontro anual de parceiros do programa “Juventudes e Direitos na Cidade”

Encontro reuniu gestores e jovens participantes dos projetos desenvolvidos pelas organizações Ação Educativa, Diaconia, Fase, Ibase, Koinonia e Viva Rio

A fim de avaliar os resultados alcançados e o andamento das estratégias propostas, entre os dias 16 e 18 de outubro, foi realizado o encontro anual de parceiros do programa “Juventudes e Direitos na Cidade”. Implementado desde 2011 em parceria com a Ajuda da Igreja da Noruega (AIN) e a Campanha Um Dia de Trabalho (OD), dos estudantes noruegueses, a iniciativa envolve projetos de seis organizações brasileiras, são elas: Ação Educativa, Diaconia, Fase, Ibase, Koinonia e Viva Favela.

A coordenadora da área de juventude da Ação Educativa, Maria Virginia de Freitas, explica que todas as organizações já atuavam no campo da juventude e dos direitos, com abordagens específicas e que o objetivo do programa é “fortalecer as juventudes brasileiras enquanto detentoras de direitos na luta contra as desigualdades sociais e em seu papel de agentes capazes de influenciar o desenvolvimento de cidades mais inclusivas e sustentáveis”. Ela destaca que um grande diferencial deste programa é o fato de que os recursos vêm dos estudantes secundaristas da Noruega.

“Todos os anos, eles realizam uma campanha de solidariedade, chamada Campanha Um Dia de Trabalho. A ideia é que os jovens estudantes trabalhem em diferentes atividades em uma data específica, conhecida por todos no país, levantando recursos para apoiar projetos em países em desenvolvimento. As propostas apresentadas aos jovens por diversas agências de cooperação internacional, dirigidas por adultos, são escolhidas após a realização de assembleias distritais e nacional. Em 2010, a proposta contemplada foi a da AIN (Ajuda da Igreja da Noruega), que tinha como foco a participação juvenil e o direito à cidade no Brasil. Sendo assim, todo o recurso conquistado por meio do trabalho desempenhado pelos jovens é destinado para apoiar projetos como os que desenvolvemos na área de juventude da Ação Educativa ”, comenta.

Durante os dias de encontro, as organizações apresentaram os trabalhos que vêm desenvolvendo, além de debaterem as recomendações feitas por dois consultores externos que avaliaram os projetos implementados no âmbito do Programa.  Os debates que ocorreram nos grupos de trabalho alimentaram a construção dos encaminhamentos definidos pelos gestores e jovens presentes. Entre eles, definiu-se a realização de um encontro no primeiro semestre de 2014 para debater o tema do racismo ambiental e discutir estratégias de como abordá-lo com os jovens. Em 2015 deverá ser realizado um seminário sobre Juventude, participação e políticas públicas, buscando debater as demandas dos jovens nos territórios, as políticas existentes e os canais de participação.

Além das iniciativas que envolvem o Programa como um todo, debateram-se também algumas possibilidades de ações envolvendo apenas parte das organizações que o compõem. Assim é que em 2014 a Ação Educativa, em parceria com o Ibase, deverá oferecer na cidade do Rio de Janeiro uma formação na metodologia de orientação profissional Tô no Rumo, envolvendo especialmente os educadores de um cursinho pré-vestibular popular de Campo Grande, o IFHEP.

Os participantes, que vieram de oito regiões metropolitanas do país, ainda tiveram a oportunidade de conhecer o Sarau da Cooperifa, no Jardim Guarujá, localizado na Zona Sul da cidade de São Paulo.

Leia mais:

Metodologia Tô no Rumo é aplicada na Educação de Jovens e Adultos em experiência piloto na cidade de Santo André

Tô no Rumo traz informações e dicas para estudantes que farão ENEM

Ação Educativa faz oficinas de escolha profissional com 700 jovens

Comentários: