Notícias
Compartilhar

Governo do Estado de São Paulo extingue programa Alfabetiza São Paulo

Segundo organizações conveniadas, mais de 20 mil jovens, adultos e idosos deixaram de ser atendidos em 2015

A decisão do Governo estadual em encerrar o Programa Alfabetiza São Paulo em 2015, foi apontada como unilateral pelo Instituto Paulo Freire (IPF), durante plenária do Fórum de Educação de Jovens e Adultos do Estado de São Paulo.

Segundo IPF, a extinção do programa não contou com uma justificativa pública. De acordo com os pontos trazidos pela apresentação da entidade, também não ocorreu um processo de diálogo para uma possível transição junto às redes municipais de educação.

O debate também ressaltou, posicionamento do Fórum de EJA, que desde a criação do programa, em 1998, critica o processo de contratação das conveniadas, bem como a ausência de monitoramento ou avaliação públicos.

Atualmente, um grupo de trabalho do Fórum de EJA do Estado de São Paulo estuda entrar com uma representação no Ministério Público para exigir a atuação do Estado nas ações de promoção da alfabetização junto ao público jovem, adulto e idoso, minimizando os impactos negativos gerados por essa decisão unilateral.

A plenária foi realizada na Câmara dos Vereadores de São Paulo na manhã do dia 14 de março e contou com cerca de 40 participantes, dentre os(as) quais estavam educadores(as) populares, professores(as) da educação básica e superior, educandos(as) da Educação de Jovens e Adultos (EJA), pesquisadores(as), militantes, gestores(as) públicos, entre outros(as).

Leia mais:

Coleção Campo Aberto é aprovada no programa nacional de livro didático
Nota pública de repúdio à Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo em decorrência da ausência de representação em audiência pública para discutir o Plano Estadual de Educação nas Prisões
Manual do Educador da Coleção Viver e Aprender está disponível para download
Fórum prorroga prazo para votar proposta de plano estadual de educação de SP

Comentários: