Notícias
Compartilhar

Grupo de Diálogos Tranças das Diversidades na Educação lança manifesto em prol de uma maior radicalidade na superação das desigualdades

Um grupo de entidades, organizações, fóruns e redes lançou nesta quarta-feira (19/11), durante a abertura da II Conferência Nacional de Educação (Conae) o Manifesto do Grupo de Diálogos Tranças das Diversidades na Educação.

O grupo representa uma aposta política no diálogo e na articulação entre movimentos do Campo, Negro, Indígena, Feminista, LGBT, da EJA, da Educação Especial, da Educação Quilombola e da Educação Ambiental em prol de uma maior radicalidade na superação das desigualdades, na promoção dos direitos humanos e inclusão, na valorização da diversidade e sustentabilidade socioambiental e no fortalecimento da participação popular em educação.

O coletivo é um espaço de diálogos políticos em prol de alianças e de uma maior articulação entre as agendas em questão, a partir da identificação das diferenças, especificidades e de suas complexidades, assim como das intersecções e dos pontos em comum que possibilitem uma ação política conjunta. Ele está aberto a novas adesões por meio do e-mail trancasdasdiversidades@gmail.com.

No Manifesto é apresentada uma agenda política com onze pontos. Confira a versão na íntegra aqui.

Comentários: